Reconhecimento Facial para Pagamentos

O surgimento de novas tecnologias digitais está mudando o mundo. Nos relacionamos de uma forma totalmente diferente, automatizando tarefas, priorizando a comunicação online e, principalmente, com novos hábitos de compra.

E no contexto da atual pandemia enfrentada, a digitalização dos processos foi ainda mais impulsionada, o que levou a mudanças, também, para meios de pagamentos que priorizem o distanciamento social.

Para atender essa demanda, várias empresas tiveram que se reinventar e adotar ferramentas que pudessem ajudar a diminuir a contaminação.

Exemplo disso são os pagamentos por aproximação de cartão, que triplicaram nos primeiros meses de 2020, cerca de 18% em comparação a 6% de 2019, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões e Serviços (Abecs).

Outras ferramentas que ganharam espaço foram as carteiras digitais e pagamentos por QR Code.

Mas o cenário não mostra apenas uma atenção para evitar o contato físico. Essas tecnologias têm ganhado espaço pela praticidade e facilidade, pela perspectiva de processos mais simples, sem burocracia e sem filas.

Nesse sentido, a próxima tecnologia que promete dominar a forma de pagamento é o reconhecimento facial. Isso já é uma realidade na China e, ainda de maneira tímida, tem sido inserida no Brasil.

Por isso, neste artigo, colocamos as principais características dessa tecnologia, como funciona e como garante a segurança nas transações. Quer saber mais sobre o reconhecimento facial para pagamentos? Então acompanhe a leitura e veja o que você vai encontrar:

  • Tecnologia de reconhecimento facial: como funciona
  • O que é o pagamento por reconhecimento facial
  • Essa tecnologia garante segurança?
  • Reconhecimento facial na China: como tem sido a adesão
  • Benefícios do reconhecimento facial para pagamentos
  • Expectativa para os negócios

Tecnologia de reconhecimento facial: como funciona

O reconhecimento facial é viabilizado pela inteligência artificial, que funciona através de algoritmos de machine learning (aprendizado de máquina), escaneando e registrando diversos pontos do rosto humano.

Assim, a máquina consegue gravar características como distância entre olhos e sobrancelhas, formato do nariz, estrutura do queixo, contorno da face, entre outras.

Essas gravações servem para comparar a imagem escaneada e decidir se as informações recebidas são compatíveis com as existentes na base de dados.

De maneira resumida, a máquina faz a captura da imagem através de sensores 2D e 3D, qualifica e valida a imagem. Logo, busca em seu banco de dados o registro, efetua o reconhecimento da biometria facial e disponibiliza a ação requerida (pagamento, acesso a um sistema etc.).

Agora, vamos ver como os pagamentos têm utilizado essa tecnologia. Continue a leitura!

O que é o pagamento por reconhecimento facial

Dessa forma, ao invés da utilização de dinheiro, validação de senha, apresentação de cartão ou QR Code, o usuário consegue finalizar pagamentos apenas direcionando o rosto para a câmera do caixa ou do celular, em casos de pagamento mobile.

Os dados da forma de pagamento (débito ou crédito) são ligados à biometria, a qual permite a transação através da validação.

No Brasil, algumas instituições já utilizam o reconhecimento facial, como o Nubank e Banco Inter, na validação de abertura de contas.

Contudo, o primeiro banco no país a utilizar o reconhecimento facial para finalizar pagamentos é o Banco Original, controlador do Pic Pay.

A solução já foi implementada em um café no Brooklin, zona sul da capital paulista. Lá, os usuários Picpay fazem o pedido e se posicionam em frente a câmera do tablet.

Após o reconhecimento facial e confirmação da identidade, o atendente libera a cobrança para o aplicativo do cliente, que recebe uma notificação para confirmar o valor da compra. A operação total de pagamento dura apenas 30 segundos, no máximo.

Essa tecnologia garante segurança?

Como ele utiliza a identificação de traços da face, é preciso cadastrar o rosto do usuário previamente.

O interessante é que essa identificação não fica estática, já que a máquina com essa tecnologia consegue aprender sozinha com o tempo. Ou seja, à medida que ela realiza os reconhecimentos ela consegue evoluir, detectando as expressões mesmo com o envelhecimento do indivíduo.

Na busca pela garantia de segurança desse sistema, especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron fizeram testes com rostos impressos em papel e conseguiram burlar alguns sistemas de reconhecimento facial. Entre eles, o Alipay e o WeChat que são chineses.

Entretanto, sistemas que utilizam uma tecnologia mais precisa e sofisticada não são vítimas de falsificações.

Isso é possível com a Liveness Detection, uma ferramenta capaz de identificar se a imagem captada é de uma pessoa viva ou se é apenas uma imagem, vídeo ou máscara.

Desse modo, a ferramenta garante a identificação da vivacidade, verificando a semelhança entre a imagem recebida e os dados do sistema, diferenciando características ao vivo das características de uma cópia.

Utilizando esse recurso é possível garantir o uso de pagamentos por reconhecimento facial seguro, pois as redes neurais aplicadas à detecção de face identificam qualquer falsificação.

Reconhecimento facial na China: como tem sido a adesão

Essas lojas suplantam o sistema da Amazon Go, que possibilita que os clientes entrem em um estabelecimento, escolham produtos e que tenham suas identificações feitas por câmeras, no momento da saída. Logo, enviam os valores dos produtos adquiridos para a conta Amazon do usuário.

Já utiliza-se tal checkout por reconhecimento facial pela BingoBox, uma das grandes lojas varejistas chinesas.

No país, o reconhecimento facial tem sido testado como meio de pagamento e como método de segurança.

O método se difunde tanto que cerca de mil lojas de conveniência já fizeram a instalação do sistema biométrico. E pelo menos 100 milhões de chineses se registraram para utilizar a tecnologia.

Além disso, o governo também implementou um sistema de compras de passagens de metrô via biometria nas cidades de Guangzhou, Pequim e Xangai. Essa tendência vem sendo impulsionada por startups chinesas de inteligência artificial de uma maneira ainda mais intensa.

A primeira tecnologia de reconhecimento facial para pagamento teve sua implementação em 2016 no país, mas agora vemos uma ampla concorrência de empresas no ramo que tem consolidado esse novo método de pagamento.

O sistema é incrível e tem facilitado muito a vida das pessoas em sua rotina, contudo, existem discussões sobre ética, direitos de privacidade e sigilo de dados. Até porque, a tecnologia permite a visualização de onde o cliente está indo, o que está fazendo ou comprando.

Benefícios do reconhecimento facial para pagamentos

Além do mais, o reconhecimento de maneira fácil nas transações surge como mais um método de segurança e melhoria no atendimento e na experiência do usuário, tanto para pagamentos instantâneos como para o e-commerce.

Veja as principais vantagens do reconhecimento facial para pagamento!

  • Praticidade: o usuário não precisa validar senha, utilizar cartão ou apresentar o celular no momento do pagamento. O que facilita a rotina e deixa as transações mais práticas.
  • Atende as demandas de saúde atuais: o mundo com certeza será outro, mesmo depois que a pandemia acabar e o distanciamento social ainda será uma demanda na sociedade, visto que o olhar para outros vírus será mais cuidadoso. Isso faz com que sistemas que priorizem a extinção de contato humano sejam ainda mais relevantes.
  • Diminui o tempo em filas: métodos de pagamento como dinheiro e cartões demandam mais tempo para validação. O reconhecimento facial faz com que as compras sejam muito mais rápidas.
  • Reduz custos: com um sistema seguro, os varejistas conseguem diminuir gastos consequentes de fraudes e vazamento de dados indevidos.

Expectativa para os negócios

Vale ressaltar que esse é um momento disruptivo, em que muitos métodos de pagamento estão se tornando defasados.

Dessa forma, empresas que não implantarem uma experiência com reconhecimento facial perderá a competitividade.

Por isso, expanda as oportunidades de seu negócio e mantenha sua empresa atualizada com as tecnologias digitais.

Para te ajudar, a Gryfo fornece tecnologia de ponta com uso de reconhecimento facial para clientes de diversos segmentos.

Nossa empresa trabalha com o sistema de reconhecimento facial para verificação de identidade com praticidade e segurança. Fale conosco e conheça nossas soluções!

Originally published at https://gryfo.com.br on May 3, 2021.

Inteligência em Imagens | Vídeos Analíticos | Controle de Processos

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store